segunda-feira, 28 de novembro de 2016

O interessante voo do Urubu

Urubu é a denominação comum para o conjunto de aves da ordem Cathartiformes, família Cathartidae. O grupo é restrito ao continente americano e composto por apenas sete espécies divididas em dois subgrupos: urubus (quatro espécies) e condores (três espécies). Os urubus são aves de porte médio a grande com asas longas e largas. Possuem coloração preta, diferenciando-se principalmente no formato e coloração da cabeça. São animais necrófagos, ou seja, alimentam-se basicamente de cadáveres e possuem cabeça e pescoço nus (sem penas) para facilitar a higiene após a alimentação. Como não caçam, não possuem garras como ferramentas para segurar e matar presas, como as outras aves de rapina. Ao contrário do que se pode imaginar, utilizam predominantemente a visão para localizar as carcaças em solo, e não o olfato que é bastante limitado (exceto nas espécies do gênero Cathartes). Esses animais adoram planar e usam a térmica para isso, tecnicamente as térmicas são fenômenos de escoamento estruturados na forma de circulações produzidas por convecção térmica na camada limite atmosférica que estabelece condições favoráveis ao voo de aeronaves sem motor, tais como planadores, asa delta e paragliders, proporcionadas pelo movimento de ar quente desde a superfície aquecida até o topo da camada limite atmosférica convectivo.

Espécie mais comum de urubu o Coragyps atratus

Fonte: Infoescola e Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário